facebook.png
logo.png
logo.png

Notícias

Política - 25/08/17 10:58:00
  • Vice-prefeito de Caxias solicita ao Ministério Público investigação sobre a atuação da Guarda

  • O  vice-prefeito de Caxias do Sul Ricardo Fabris de Abreu (PSD) ingressou nesta quinta-feira (25/08), com uma representação junto ao Ministério Público requerendo que seja investigado se ocorreram excessos da Guarda Municipal, que possam caracterizar crime ou improbidade administrativa, no confronto com manifestantes, na terça-feira (22/08) em frente a prefeitura de Caxias. O vice requer a responsabilização do diretor da Guarda Municipal, Ivo Rauber, o secretário de Segurança Pública e Proteção Social, José Francisco Mallmann, e o chefe de Gabinete, Júlio César Freitas da Rosa. No documento encaminhado à Promotoria de Justiça, Fabris diz que houve despreparo no trato do problema, não por culpa da Guarda propriamente dita, mas do seu comando, representado pelos três citados. Ele salienta que um pequeno grupo de populares, inclusive mulheres e crianças de colo, forqam reprimidos com violência. Destaca que uma pessoa foi atingida na cabeça por um bastão rígido, "ato inadmissível, que poderia ter lhe levado a óbito". "Vê-se que a Guarda estava em posição de força, em degraus elevados, munida de capacetes, escudos, bastões, armas de fogo e armas elétricas e reagiu de forma emocional a meros insultos e provocações que não podem afetar um policial numa situação dessa natureza (o prefeito foi chamado de demagogo), descreve.