No AR: Livre

facebook.png
logo.png
logo.png

Notícias

Cidade - 07/10/16 11:49:00
  • Procon dá dicas para as compras do Dia das Crianças

  • O Dia das Crianças costuma movimentar o comércio local. As vitrinas tornam-se extremamente coloridas e atraentes, além de oferecerem ofertas tentadoras. Pensando nisso, o Procon Caxias do Sul separou algumas dicas para os consumidores não caírem em armadilhas e garantirem o presente da criançada com segurança.
    Pesquise antes de realizar a compra: os preços e as condições de pagamento podem variar muito de uma loja para outra;
    Não compre produtos sem certificar-se de que tenham o selo do Inmetro: é obrigatório que todos os brinquedos – nacionais e importados - utilizados por crianças de até 14 anos, recebam o selo de qualidade do Instituto;
    Fique atento às informações obrigatórias nas embalagens dos brinquedos. Elas devem ser: claras, de fácil compreensão, em língua portuguesa, indicar a faixa etária do brinquedo, apontar o fabricante, dar instruções de uso, descrever na embalagem todos os itens que estiverem e a certificação do Inmetro (quando obrigatório);
    Não compre brinquedos que não correspondam a faixa etária descrita na embalagem: é o caso de alguns brinquedos que podem vir a conter peças muito pequenas, facilmente ingeridas;
    Na medida do possível peça para testar o produto antes de levá-lo para casa;
    Trocas: as loja só tem a obrigação de trocar o produto quando apresentar algum defeito de funcionamento. Por isso trocas motivadas por cor, tamanho e modelo devem ser acordadas com o vendedor na hora da compra, caso contrário constituem liberações ao comércio;
    Verifique se o produto corresponde ao que foi anunciado: muitos recursos são utilizados para chamar a atenção das crianças, mas é preciso estar atento para o que realmente o brinquedo faz;
    As ofertas válidas para pagamento à vista devem incluir a possibilidade de pagamento em dinheiro, cartão de débito e crédito em até uma parcela, não podendo fixar valor mínimo para a compra;
    Sempre exija nota fiscal, pois além de ser um direito do consumidor, é fundamental para o caso de uma reclamação junto ao Procon;
    Fique atento para os produtos com selo falsificado do Inmetro.

    Imagem ilustrativa